quarta-feira, 7 de abril de 2021

A importância da leitura

 

“Um dia encontrarás um livro teu irmão, aquele que falará à tua inteligência como se fosse feito da própria matéria da tua alma. Quando o descobrires, verás que a tua vida mais pura é feita de páginas escritas, e o teu pensamento começará a aproximar-se, cada vez mais, do mundo do conhecimento sensível. Aí descobrirás como, lendo título após título, te podes familiarizar com o universo estelar de uma biblioteca, e nenhum ecrã conseguirá alcançar a dimensão poderosa da tua alma alimentada pela leitura.
 
Porque os livros criam mil espelhos dentro do nosso espírito e por isso a nossa capacidade de aventura, a partir das suas páginas pintadas de letras, multiplica-se sem cessar. Ainda que à vista desarmada não se note, passarás a caminhar na rua acompanhado por mundos extraordinários. Mas essa experiência de liberdade não se consegue ensinar, dizendo. É preciso vivenciá-la, e acontece por milagre.
 
Que o milagre do livro te aconteça e dele dês notícias a outros que ainda não tenham alcançado essa porta de felicidade.”

 

                                                                         Lídia Jorge, escritora

segunda-feira, 22 de março de 2021

Semana da Leitura - Concurso de Cartaz

 CONCURSO DE CARTAZ PARA A SEMANA DA LEITURA

Regulamento para a 4.ª edição

2020 / 2021 

O presente concurso, destinado à apresentação de projetos de criação de um cartaz original, no âmbito da Semana da Leitura, é uma iniciativa da Biblioteca Escolar.

Objetivos:

Promover a participação da comunidade estudantil numa atividade comemorativa da Semana da Leitura.

Desenvolver a criatividade dos alunos.

Condições de candidatura:

São admitidas candidaturas de todos os alunos interessados.

Os cartazes poderão ser entregues na Biblioteca.

Características do projeto de cartaz:

O projeto de cartaz deve obedecer aos seguintes requisitos:  

ser apresentado em tamanho A3,  com orientação vertical; 

ser elaborado com recurso a técnicas de expressão plástica e/ou com recurso a técnicas digitais .

No cartaz deve constar, obrigatoriamente, um slogan com a expressão “Semana da Leitura” e outra frase de incentivo à leitura.

Na parte inferior do cartaz, deve constar o nome da escola e o logotipo da Biblioteca Escolar.

 Anonimato:

De modo a garantir o anonimato, o cartaz não deve conter o nome, a assinatura ou qualquer outro elemento que permita identificar o autor. Todos os suportes apresentados a concurso devem ser identificados unicamente pelo número de registo no ato da candidatura.

 Prazos:

Candidatura e entrega do projeto de cartaz : até dia 19 de março.

Anúncio do projeto de cartaz vencedor: semana de 12 a 16 de abril.

 Critérios de avaliação:

O projeto de cartaz é avaliado de acordo com os seguintes critérios:

adequação da mensagem ao tema do concurso;

originalidade e criatividade; Qualidade técnica;

estética.

 Votação:

Os cartazes a concurso irão ser colocados para votação pública, no decorrer da Semana da Leitura, de 22 a 26 de março, no Facebook da BE. Os três cartazes mais votados serão avaliados pelo júri.

Júri:

O júri de avaliação é composto pela professora bibliotecária da Escola e dois elementos da comunidade educativa.

O júri reserva-se o direito de não eleger um vencedor, caso os projetos apresentados a concurso não revelem qualidade suficiente.

Prémios:

Será atribuído um prémio ao   melhor trabalho.


A equipa da BE






domingo, 21 de março de 2021

Semana da Leitura - Concurso Literário Juvenil

A Semana da Leitura decorre na nossa escola entre os dias 22 e 26 de março, para assinalar essa comemoração, a biblioteca escolar propõe algumas atividades.

A nossa primeira proposta é o Concurso Literário, fica aqui o respetivo regulamento,

CONCURSO LITERÁRIO JUVENIL

13.ª edição - 2020 / 2021 

TEMA:  MANHÃ SILÊNCIOSA 

Modalidade : Texto narrativo /descritivo.

Este concurso terá início no dia 22 de março e a entrega dos trabalhos far-se-á na Biblioteca Escolar, no dia 5 de maio (Dia Mundial da Língua Portuguesa).

Objetivos do concurso

Criar/consolidar hábitos de leitura e escrita.

Estimular o espírito de iniciativa.

Promover a produção literária dos alunos.

Valorizar a expressão literária.

Divulgar jovens talentos.

Destinatários

Alunos da Escola Secundária de Loulé.

Periodicidade

Este concurso terá início no dia 22 de março e a entrega dos trabalhos far-se-á na Biblioteca Escolar, no dia 5 de maio (Dia Mundial da Língua Portuguesa).

Características dos trabalhos:

Podem ser escritos em língua portuguesa.

O texto deverá ser inédito, escrito por apenas um autor com no máximo 5 páginas, impresso em papel A4 branco, fonte Times New Roman tamanho 12, com espaçamento entre linhas 1,5. 

Identificação

Os trabalhos apresentados são identificados com pseudónimo.

Cada um dos trabalhos é entregue dentro de um envelope fechado.

Dentro do envelope, que contém os trabalhos assinados com pseudónimo, deve ser colocado um segundo envelope fechado com a indicação do pseudónimo no exterior e contendo, no seu interior, os seguintes dados:

Pseudónimo

Nome do autor

Data de nascimento

Ano de escolaridade, turma

Júri

O júri é constituído pela equipa pedagógica da Biblioteca da Escola Secundária de Loulé.

Na atribuição dos prémios, o júri deve ter em conta os seguintes parâmetros:

Criatividade.

Estruturação das ideias.

Coerência

Originalidade

Correção linguística

Qualidade literária

Caso os trabalhos não apresentem qualidade, o júri reserva o direito de não atribuir prémio.

 Prémios

O júri atribui prémios aos três primeiros classificados, podendo também, caso se decida, conceder menções honrosas.

Todos os concorrentes recebem diplomas de participação.

Trabalhos a concurso

A biblioteca escolar reserva-se o direito de divulgação ou publicação dos trabalhos.

Os textos vencedores serão publicados no jornal escolar Bússola Estudantil, no facebook e blog da biblioteca escolar.

Todos os trabalhos ficam arquivados na Biblioteca da Escola.

Casos omissos

Os casos omissos no presente regulamento serão apreciados e resolvidos pela equipa pedagógica da biblioteca.

A equipa da BE

           



sexta-feira, 19 de março de 2021

21 de março - Dia Mundial da Poesia e Dia Mundial da Árvore

 



Ser poeta é ser mais alto, é ser maior 
do que os homens!

É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter ca dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!

É ter fome, é ter sede de infinito!

                                 Florbela Espanca



21 DE MARÇO - DIA MUNDIAL DA POESIA

A data foi criada na 30ª Conferência Geral da UNESCO em 16 de novembro de 1999 com o propósito de promover a leitura, escrita, publicação e ensino da poesia. A data visa a importância da reflexão sobre o poder da linguagem e do desenvolvimento das habilidades criativas de cada pessoa.

Engana-se quem acredita que a poesia é usada apenas para expressar sentimentos e emoções, num texto que se divide em estrofes e versos.

No poema, as palavras combinam-se com o intuito de sugerir formas, cores, odores, sons, criar imagens. Das palavras emana uma espécie de melodia, um ritmo que nos envolve com a natureza, com os sentimentos e sensações do mundo ao nosso redor.


ESCREVER BEM NÃO É DIFÍCIL!

“É só começar com uma letra maiúscula e terminar com um ponto final. No meio, coloca-se ideias”. (Pablo Neruda)

Cada poema é um encontro, no processo em que é escrito tanto como no processo em que é lido. 

Com que palavras ou que lábios
é possível estar assim tão perto do fogo
e tão perto de cada dia, das horas tumultuosas e das serenas,
tão sem peso por cima do pensamento?

Pode bem acontecer que exista tudo e isto também,
e não só uma voz de ninguém.
Onde, porém? Em que lugares reais,
tão perto que as palavras são de mais?

Agora que os deuses partiram,
e estamos, se possível, ainda mais sós,
sem forma e vazios, inocentes de nós,
como diremos ainda margens e diremos rios?

“Passagem”, de Manuel António Pina

Uma casa junto ao Vouga,
rio de água suficiente,
onde apenas se mergulha
até à cintura, a pequena horta
de Virgílio, o amor robustecido
por nenhuma esperança
e tantos livros para ler
– que desculpa vou agora dar
para não ser feliz?

“Desculpas não faltam”, de José Miguel Silva


havia tantas coisas
que eu te queria dizer
se não fosse o abismo

de te perder num afago
de te ter do outro lado
do medo à minha beira

havia tantas coisas
que eu te queria dizer
se não fosse o amor

que há noites ao teu lado
em que me dói não sei
onde é que a distância ai

“Ao lado”, de Joaquim Castro Caldas



Quando é que passará esta noite interna, o universo,

E eu, a minha alma, terei o meu dia?
Quando é que despertarei de estar acordado?
Não sei. O sol brilha alto,
Impossível de fitar.
As estrelas pestanejam frio,
Impossíveis de contar.
O coração pulsa alheio,
Impossível de escutar.
Quando é que passará este drama sem teatro,
Ou este teatro sem drama,
E recolherei a casa?
Onde? Como? Quando?
Gato que me fitas com olhos de vida, que tens lá no fundo?
É esse! É esse!
Esse mandará como Josué parar o sol e eu acordarei;
E então será dia.
Sorri, dormindo, minha alma!

Sorri, minha alma, será dia!

“Magnificat” de Álvaro de Campos 


Quando as crianças brincam
E eu as oiço brincar,
Qualquer coisa em minha alma
Começa a se alegrar.
E toda aquela infância
Que não tive me vem,
Numa onda de alegria
Que não foi de ninguém.
Se quem fui é enigma,
E quem serei visão,
Quem sou ao menos sinta
Isto no coração.

"Quando as crianças brincam" de Fernando Pessoa

segunda-feira, 15 de março de 2021

Workshop “O que é a Animação 2D” do Museu Zer0

 No âmbito dos conteúdos possíveis de abordar na disciplina de Expressões e Técnicas de Animação dos cursos de Ação Educativa, os alunos assistiram à explicação sobre “O que é a Animação 2D” e tiveram oportunidade de conversar com o artista Ricardo Pedro, a fim de conhecerem e experimentarem técnicas de animação. Assim, esta iniciativa proposta pela equipa Museu Zer0, foi abraçada pelas três turmas do curso e realizaram, como atividade complementar, um Flipbook  para melhor entenderem a técnica de Animação 2D. obtidos.

O Museu Zer0 é uma instituição que colabora com a Escola Secundária de Loulé, através da Biblioteca Escola e do Plano Nacional das Artes.

Espreitem alguns dos resultados de Flipbook.







quarta-feira, 10 de março de 2021

EU LEIO, EU VIAJO, EU EXISTO (II)

Aqui fica o convite para mais uma viagem - uma viagem com os livros. O cais de embarque está bem pertinho...

Escolham o que mais vos agradar e partam à aventura. Descubram as maravilhas do mundo real e do mundo da fantasia. Aprendam, sonhem e divirtam-se, divirtam-se muito! 


👍   Um livro que ajuda a crescer

A literatura não tem de ensinar ou dar lições. Mas as vivências descritas na ficção podem ajudar-nos a lidar com os desafios com que nos confrontamos na nossa própria vida. A coleção A Escolha É Minha, de Margarida Fonseca Santos, da qual o título Bicicleta à Chuva faz parte, aborda diversas situações comuns à vida da maioria das crianças e jovens. Igualmente, os romances Ghost, de Jason Reynolds, e Rubra, Árvore dos Desejos, de Katherine Applegate, têm como protagonistas jovens que atravessam momentos difíceis e são postos à prova.

👍 Uma história do passado

Há épocas e acontecimentos históricos que não podem de modo nenhum ser esquecidos. A literatura desempenha um papel importante ao transmitir às novas gerações o relato de lutas, revoluções e guerras que definiram a História mundial. O escritor multipremiado Morris Gleiztman é autor de uma série imperdível sobre a vida de Felix, um órfão judeu durante a II Guerra Mundial. Os títulos, que podem ser lidos por qualquer ordem, são Um Dia, A Seguir, Depois, Em Breve e Talvez.

👍  Uma história do futuro

Se a literatura nos dá a possibilidade de conhecer épocas passadas, também nos leva a visitar o futuro, universos paralelos, cenários distópicos ou utópicos. Peter Brown, um autor premiado e aclamado pela crítica, escreveu os extraordinários Robot Selvagem e Robot em Fuga, dois romances futuristas que abordam temas tão atuais como a defesa do ambiente, a inteligência artificial e a igualdade de género.

👍 Um livro de contos

Um bom conto encerra toda a força da literatura. Os contos são narrativas breves que, em poucas e certeiras palavras, nos transportam para muitos lugares diferentes, contando uma história com princípio, meio e, em geral, um final recompensador. Os clássicos Contos do Foi Assim, de Rudyard Kipling, e Contos Maravilhosos de Hans Christian Andersen, de Hans Christian Andersen e O Fato Novo do Sultão e Outros Contosde Guerra Junqueiro, são três maravilhosas coletâneas capazes de encantar leitores de todas as idades.

👍 Livros para viajar

VIAGENS NA MINHA TERRA, Almeida Garrett » O escritor que quis mudar de vida.

AS VIAGENS DE GULLIVER, Jonathan Swift » Fantasia para todas as idades.

PEREGRINAÇÃO, Fernão Mendes Pinto » Verdades e mitos do Oriente.

A VOLTA AO MUNDO EM 80 DIAS, Júlio Verne » Ficar a conhecer o mundo todo de uma só vez.

O PRINCIPEZINHO, Antoine de Saint-Exupéry » Ir até ao deserto para sonhar com planetas.

ROBINSON CRUSOE, Daniel Defoe » A lição de um náufrago.



segunda-feira, 8 de março de 2021

Sessões online da APAV sobre a violência doméstica | violência no namoro

No âmbito das atividades previstas no projeto PES, a APAV ( gabinete de apoio à vítima de Loulé) propôs, para esta semana, a realização de duas sessões, via zoom:


Duração: 1 tempo letivo;

Data: quarta-feira, dia 10 de março |  11.30 -12.20h | dinamizada pela Drª Ana Magalhães e Drª Joana;

Data: sexta-feira, dia 12 de março | 11.30 - 12.20h | dinamizada pela Drª Ana Magalhães e Drª Marisol;

Em cada sessão, está prevista a participação de duas turmas (até a um máximo de 60 participantes), para permitir o debate e a reflexão. Poderão ser colocadas questões, às técnicas, sobre esta temática.

Dia Internacional da Mulher

 





O Dia da Mulher é comemorado no dia 8 de março, no entanto, o objetivo da data não é apenas comemorar, mas discutir o papel da mulher na sociedade atual, procurando acabar com o preconceito e a sua desvalorização na sociedade. O Dia Internacional da Mulher também é um dia para apelar contra a violência exercida contra a mulher.


Estes textos são dedicados a todos os leitores.. 




CHAMAM-TE LINDA

Chamam-te linda, chamam-te formosa,

Chamam-te bela, chamam-te gentil...

A rosa é linda, é bela, é graciosa,

Porém a tua graça é mais subtil.

 

A onda que na praia, sinuosa,

A areia enfeita com encantos mil,

Não tem a graça, a curva luminosa

Das linhas do teu corpo, amor e ardil.

 

Chamam-te linda, encantadora ou bela;

Da tua graça é pálida aguarela

Todo o nome que o mundo à graça der.

Pergunto a Deus o nome que hei de dar-te,
E Deus responde em mim, por toda parte:
Não chames bela – Chama-lhe Mulher!

Rui de Noronha, Sonetos

O Que Tu És...

 

És Aquela que tudo te entristece 
Irrita e amargura, tudo humilha; 
Aquela a quem a Mágoa chamou filha; 
A que aos homens e a Deus nada merece. 

Aquela que o sol claro entenebrece 
A que nem sabe a estrada que ora trilha, 
Que nem um lindo amor de maravilha 
Sequer deslumbra, e ilumina e aquece! 

Mar-Morto sem marés nem ondas largas, 
A rastejar no chão como as mendigas, 
Todo feito de lágrimas amargas! 

És ano que não teve Primavera... 
Ah! Não seres como as outras raparigas 
Ó Princesa Encantada da Quimera!...
 

Florbela Espanca, in "Livro de Sóror Saudade"
 



MULHER

 

A MULHER NÃO É SÓ CASA

MULHER-LOIÇA, MULHER-CAMA

ELA É TAMBÉM MULHER-ASA,

MULHER-FORÇA, MULHER-CHAMA

E É PRECISO DIZER

DESSA ANTIGA CONDIÇÃO

A MULHER SOUBE TRAZER

A CABEÇA E O CORAÇÃO

TROUXE A FÁBRICA AO SEU LAR

E ORDENADO À COZINHA

E IMPÔS A TRABALHAR

A RAZÃO QUE SEMPRE TINHA

TRABALHO NÃO SÓ DE PARTO

MAS TAMBÉM DE CONSTRUÇÃO

PARA UM FILHO CRESCER FARTO

PARA UM FILHO CRESCER SÃO

A POSSE VAI-SE ACABAR

NO TEMPO DA LIBERDADE

O QUE IMPORTA É SABER ESTAR

JUNTOS EM PÉ DE IGUALDADE                            


Ary  dos Santos


Sou Mulher

 

            Sou mulher!

Sou mulher, e ainda acham que me devo sentir cheia de sorte por ter um dia, por me homenagearem com frases e poemas publicados, por me comprarem flores, que se não fosse pelo dia 8, lá ficavam.

Sou mulher, e ainda me chamam mal agradecida por achar muito poucas as palavras recebidas, por procurar reconhecimento e desejar aceitação. Mas não uma aceitação qualquer! Quero que reconheçam a minha força, que recebam de bom grado a minha dignidade e o meu desejo de ser quem EU quiser.

E eu quero ser livre…

Quero poder fazer tudo ou nada, sozinha ou acompanhada.

            Quero poder escolher sem medo e agir sem precisar de me esconder. Sentir-me a joia mais cara e rara, sem me quererem vender e comprar. Poder ser plural, singular, ou até mesmo ilusória.

            Sou mulher.

E por isso recebi o dom de crescer mais rápido do que eles, homens.

Não porque o cérebro feminino se desenvolve mais cedo, mas porque sempre mo cobraram!

“Isso não é maneira de uma menina se sentar”.

“Então, já aprendeste a cozinhar?”.

Responsabilizaram-me desde cedo com “tarefas de rapariga”, obrigando-me a evoluir em prol do que ELES pensam, daquilo que ELES querem. Ensinaram-me logo a ficar bonita para os rapazes, mas sem ser vulgar, porque nenhum homem casa com uma ordinária. A ter cuidado com o que visto, porque os amigos do pai ou do irmão, que vão lá a casa podem pensar “coisas”, ou porque os colegas e professores da escola se podem distrair, afinal, não há maneira de ser mulher sem ser sexualizada.

E fizeram-no de tal maneira, para que eu pensasse que está tudo bem, que eles têm razão e que se alguém me fizer algo, se alguém me tocar, mesmo sem o meu consentimento, a responsabilidade é toda minha.

Afinal, quando aconteceu, a primeira pergunta foi “mas como é que estavas vestida??”. Porque eu sou mulher, e o cuidado é apenas meu. A culpa não foi dele, ele é um bom homem! Eu é que o provoquei.

Sou mulher.

E vivo num mundo onde várias outras pensam ainda desta maneira, onde o machismo tapa os olhos ao crime.

Num mundo onde ainda há femicídio diariamente, porque ele estava com ciúmes. Onde mulheres e crianças fogem com medo dos maridos e dos pais. Num mundo tão evoluído e inteligente que apenas se lembra do meu valor um dia por ano.

Eu podia perfeitamente escrever algo sobre como ser mulher é maravilhoso, sem esforço nenhum, diria como é incrível e importante poder literalmente criar uma vida no meu ventre, como sou capaz, corajosa e forte. Podia até fazer uma lista infinita de marcos que dependem hoje de mulheres, de maravilhas por elas feitas e de papéis tão bem desempenhados na nossa sociedade.

Mas todos vocês já sabem, o valor e a importância feminina não é nenhum segredo da atualidade.

No entanto, não é o suficiente, não nos garante segurança, estabilidade ou respeito, porque no fim das contas, mesmo com tanto esforço e tantas vozes espalhadas pelo mundo, a sociedade continua a fechar os olhos e a tapar os ouvidos, abrindo a boca a nosso favor uma vez por ano, na esperança de nos calar e de nos fazer agradecer pelo valor que não temos.

Sou mulher.

Somos mulheres, e um dia, não é o suficiente.


Daniela Talpa 12ºZd

 

As mulheres não são todas iguais, mas todas têm em comum o tamanho do coração. Todas são bondosas, carregam um carinho no olhar e uma força angelical nos gestos. Todas são batalhadoras, embora umas mais guerreiras que outras!

As mulheres são a beleza do mundo. Elas transformam a vida de qualquer pessoa com amor e paixão. As mulheres merecem ser felizes, sorrir e receber o amor de todo o mundo. As mulheres lutaram para chegar onde estão, eu tenho orgulho de ser mulher e amo-me da forma que eu sou. Desejo a todas as mulheres do mundo que não se calem e lutem pelo seus direitos, com fé, foco e um bom coração.

FELIZ DIA DAS MULHERES!

Gessiram 10º Ul 



Criei este cocktail há três anos…

Criei-o para uma senhora que conseguiu vencer o cancro e que me pediu para lho fazer.

Fiz um cocktail que resultou de um vermelho bem forte para lhe mostrar o quão forte ela foi e é.

Utilizei Vodka, Triple Sec, sumo de limão e sumo de arando.

Por isso decidi que este cocktail era para todas as mulheres, porque todas nós somos muito fortes. Tchim.. Tchim..


Débora Simões 12º Ub